sexta-feira, junho 29, 2007

Qual debate?

Suspensão de "Manhunt 2" reabre debate sobre violência nos jogos de vídeo

Nesta notícia do Púlbico, cita-se Ana Vasconcelos, uma pedopsiquiatra que, a propósito da propósito dos videojogos violento, conclui relativamente aos pais que "basta-lhes ter um pouco de bom senso para concluir que uma grande parte deles [videojogos] não fazem sentido nenhum e que as crianças não têm qualquer vantagem em ser-lhes expostas".

3 comentários:

Pedro Dias disse...

infelizmente estamos numa época onde é fácil fazer estas generalizações.

além disso, a notícia que já tem mais de uma semana, foi notoriamente bem tratada...

o debate já existe há muito tempo, mas não em portugal. na inglaterra é que há uma tradição de censura nos meios audiovisuais (cinema, jogos, etc..) que faz com que a opinião pública tome uma posição a defender os seus direitos.

por cá temos uns "iluminados" que gostam aparecer de vez em quando...

desde o início da minha adolescência que sou assíduo jogador (muitos desses jogos são violentíssimos: actualmente estou a deliciar-me com o God of War) e não penso que isso me faça violento.

mas pronto, o melhor é calar-me...
para não generalizar!

luis pereira disse...

Amigo Pedro,
a propósito da tua deixa, um dos sujeitos que participou no estudo que realizei com alunos do 9º ano, diz o seguinte:
[ao jogar aprendi que] "nem tudo o que se passa nos jogos acontece na vida"

Um abraço

Nelson Zagalo disse...

A minha primeira reacção à polémica dos media em redor de Manhunt 2 foi a mesma. Mas julgo também que não devemos ser ingénuos pois a verdade é que os media tem mais impacto do que possa parecer à primeira vista. Aquando do início desta polémica escrevi um texto sobre o assunto no meu blog, que deixo aqui para não me estar a repetir: http://virtual-illusion.blogspot.com/2007/06/violncia-e-contexto.html