quinta-feira, dezembro 20, 2007

Especial Videojogos no Discovery Channel | 23 Dez'07


Este domingo, a partir das 22h15, o Discovery Channel dedica mais de 4 horas aos videojogos, tal como se pode ver na programação:

  • [22h15] No início, os jogos de vídeos estavam longe de se tornarem aquilo que são hoje. Mas foram os primeiros jogos, como o Pac-Man, que abriram caminho para a actual onda de consolas.

  • [23h10] À medida que a tecnologia dos jogos de vídeo avançava, o aparecimento de jogos onde se comandam as personagens fizeram a Nintendo e a Sega competirem pela supremacia no mercado.

  • [00h05-2h40] Como é que os jogos de vídeo afectam o mundo do entretenimento de hoje? Evolução dos jogos de vídeo e o que o futuro reserva.

Por esta hora...

... decorre em Coimbra o seminário Moodle: a caminho das comunidades virtuais sustentáveis e da literacia digital?

Fica o registo.

quarta-feira, dezembro 19, 2007

Coesão digital





Apesar de atrasado, fica aqui o texto completo a que Manuel Pinto se refere aqui e aqui.
Destaco uma frase com a qual claramente concordo:



A promoção da inclusão das pessoas na sociedade do conhecimento, a formação generalizada na utilização das tecnologias e o acesso aos computadores não é uma questão meramente tecnológica.

quarta-feira, dezembro 12, 2007

melhor blog português 2007



Com surpresa (e agrado...), fiquei a saber que este blogue está nomeado, na categoria Educação, para melhor blog português 2007. Trata-se de "uma competição de blogs organizada pelo 2.0 Webmania em parceria com diversos sites e serviços nacionais de Internet".

A lista completa dos nomeados da categoria Educação, da qual destaco o Educomunicação, é a seguinte:

[parabéns ao vencedor e aos outros blogues - todos ficaram à frente do LDigital - pela merecida distinção]

segunda-feira, dezembro 10, 2007

VIDEOJOGOS comunidade científica lusófona de videojogos


Com um novo endereço, a comunidade científica lusófona de videojogos volta agora com uma nova cara e um novo fôlego.

Esta rede académica...
...pretende destacar a emergência dos estudos do Entretenimento Interactivo no âmbito transdisciplinar, que una num mesmo campo científico a informática, a comunicação, o cinema, o design, a literatura, a filosofia, a psicologia, a sociologia, as belas artes… e promover dessa forma a colaboração interinstitucional assim como a realização de eventos que contribuam para o desenvolvimento de conhecimento da área.

terça-feira, dezembro 04, 2007

Se vivesse hoje, Anne Frank teria hi5?



Perceber o alcance da influência que as tecnologias têm efectivamente nas nossas vidas não será tão óbvio quanto possa parecer.

Por exemplo, se Anne Frank vivesse nos nossos dias (deixando de lado um certo tom aligeirado no exemplo escolhido), teria escrito um diário? Bom, se tivesse acesso à Internet, teria porventura preferido o formato de grande parte dos jovens (e não só), que é o hi5.

De facto, aí encontra-se um registo, de certa forma, diarístico (existe mesmo no menu o termo "Diário"). Aliás, grande parte das vezes, o conjunto de imagens e vídeos que aí se encontra não são mais do que autênticas narrativas, mas baseadas numa linguagem iconográfica.

Por isso, quando na escola se fala do diário, a referência ao hi5 poderá ser uma forma das novas gerações* perceberam um pouco melhor esta tipologia de texto.


*A este propósito, vale a pensa ver Oblinger, D. & Oblinger, J. (eds) (2005). Educating the Net Generation. Educause.

segunda-feira, dezembro 03, 2007

A pesquisa na Web e o papel dos utilizadores

Vale a pena ler a entrevista de Prabhakar Raghavan, director de investigação na Yahoo! desde 2005 , ao suplemento Digital do Público. Aí, explica que "[um dos] grandes desafios dos motores de busca [é] incentivar as pessoas a organizar a Internet".

O fundador da Wikipedia, Jimmy Wales, lançou um motor de busca em que os utilizadores podem classificar os resultados. É uma boa ideia?

De certa forma, é. Os motores de busca já fazem isso: observam os cliques que as pessoas fazem nas páginas de resultados e reordenam os documentos com base nisso. É uma forma de classificação implícita. Neste caso, está a ser feita de forma explícita. A nossa experiência indica que quando se faz isto de forma explícita, há uma queda de participação dos utilizadores. Se o processo for invisível para as pessoas, elas clicam. Se lhes dizemos para fazerem algo, elas não querem. Quando se vai do processo implícito para o explícito, tem-se menos volume, mas mais qualidade, porque as pessoas que se dão ao trabalho de classificar um resultado de uma pesquisa estão a pensar no que estão a fazer. »» Digital.publico.pt

Mestrado Multimédia da UP

Descobri, há dias, o site do Mestrado em Multimédia da U. Porto. Aí estão disponíveis as teses e até trabalhos realizados no mestrado. Pode-se fazer uma pesquisa, e é muito fácil aceder ao resumo ou ao texto integral das dissertações.