segunda-feira, março 10, 2008

Videojogos vs Chocolate

Há dias, na preparação de uma actividade com os meus orientadores, profs Manuel Pinto e Sara Pereira, falámos do filme "Charlie e a Fábrica de Chocolate", a propósito dos estereótipos de crianças que são seleccionadas para visitar a Fábrica de Willy Wonka.

Willy Wonka (Johnny Depp) é um estranho presidente de uma grande fábrica de chocolate que um dia resolve lançar um concurso. Decide colocar 5 bilhetes dourados em 5 embalagens dos seus chocolates. Quem os encontrar terá como prémio o direito a visitar a sua fábrica.

Charlie Bucket, um menino pobre que vive perto da fábrica com a sua família numerosa, é um dos vencedores e a visita vai revelar-se uma mina de surpresas. No fim da visita dos 5 felizardos, haverá apenas um com direito a um prémio especial.

Na companhia de Charlie, vão estar Mike Teavee, um miúdo viciado em televisão e videojogos [ver vídeo em baixo]; Violet Beauregarde, uma muito competitiva rapariga que passa o tempo a mascar pastilha elástica [ver vídeo no youtube]; Veruca Salt, uma mimada menina rica inglesa que obtém dos pais tudo aquilo que deseja [ver vídeo no youtube]; e Augustus Gloop, um gordo alemão que é um autêntico devorador de doces [ver vídeo no youtube]. (resumo retirado do Edusurfa)

No vídeo seguinte pode ver-se Mike Teavee, que representa a criança viciada em videojogos, super inteligente, cuja linguagem os pais não descodificam. Bastou-lhe comprar uma barra de chocolate para obter o prémio, graças aos cálculos matemáticos, mas a verdade é que nunca comeu chocolate...

video

[Obrigado, Jorge, pela edição do vídeo...]

2 comentários:

Pedro disse...

Videojogos vs chocolate, ora aí está uma escolha difícil...

Não sei não. Será que posso ter os dois? ...ao mesmo tempo?

Luís Pereira disse...

Por acaso, depois de publicar a mensagem, alterei o título porque esta associação - mais até do que oposição (assim já se pode ter os dois!) - pareceu-me interessante...

Obrigado, Pedro, pela visita!